domingo, 10 de julho de 2016

Sete cuidados alimentares que ajudam a combater a queda de cabelo no pós-parto


O cabelo e as unhas são vistos pelo nosso organismo como elementos não essenciais, daí que sejam os primeiros a mostrar sinais de enfraquecimento quando alguma coisa não está bem, seja a nível hormonal ou provocado por situações de stress, alimentação deficiente ou medicação; ou ser de origem genética ou hereditária. 

Tendo em consideração que o pós-parto é das fases em que cai mais cabelo, mas que a maioria das mulheres não pode fazer medicação (pelo menos sem aconselhamento médico) porque estão a dar de mamar (como é o meu caso), procurei encontrar alternativas que as ajudem a reduzir o impacto destas alterações hormonais na sua imagem, sobretudo porque a queda de cabelo é vista como uma preocupação para nove em cada dez mulheres, já para não falar que um cabelo cuidado transmite mais confiança ao nível laboral, segundo responsáveis de recursos humanos inquiridos num estudo da Viviscal. 

Além de ter uma vida saudável, sem tabaco e sem álcool, e de não abusar de produtos de styling, secadores e pranchas de alisamento ou para fazer caracóis com temperaturas demasiado elevadas, há alimentos essenciais para fortalecer a queda de cabelo durante o pós-parto, mas sem prejudicar a amamentação. A Viviscal partilhou com o Marcas Avant-Garde algumas sugestões da nutricionista Natália Costa que podem fazer a diferença:

1. Ingira peixes como sardinha e salmão e sementes como a linhaça que são ricos em Ómega 3, ácidos gordos polinsaturados e o complexo marinho AminoMar C (responsável por fornecer as proteínas essenciais necessárias para a nutrição do cabelo) que ajudam a promover o crescimento capilar, além de lhe darem brilho e hidratação;

2. Coma vegetais de cor verde escura como os brócolos, agriões e espinafres. Recorde-se que a carência de ferro no nosso organismo leva muitas das vezes à anemia, que se caracteriza pela diminuição dos glóbulos vermelhos, havendo um menor aporte de oxigénio às células dos fios capilares, provocando a quedas acentuadas.

3. Prefira as carnes brancas como o frango e o peru e a carne escura de vaca;

4. Ingira leguminosas como o feijão, o grão, as favas e as ervilhas, a soja e as lentilhas que são ricos em proteínas, pois estas são o elemento estruturante do fio do cabelo: a célebre queratina. Sem os aminoácidos que compõem essas ditas proteínas, a síntese de queratina será insuficiente, retirando força e vitalidade ao cabelo;

5. Não se esqueça da importância dos vegetais e da fruta, sobretudo do kiwi, frutos vermelhos e tomate que têm vitamina C. Recorde-se que a vitamina C é um poderoso antioxidante, protegendo o nosso cabelo das agressões diárias, como a poluição e o uso de produtos mais agressivos, devolvendo-lhe brilho e vitalidade.

6. Coma bastantes vegetais e frutas ricas em betacaroteno (batata doce, cenoura, papaia) porque o betacaroteno é transformado no nosso organismo em vitamina A permitindo a formação de óleos naturais ao couro cabeludo, evitando assim a sua descamação;

7. Introduza na sua alimentação cereais, sementes e oleaginosas como a aveia, arroz, sementes de girassol, nozes, amêndoas e castanhas que são ricos em zinco, selénio e cobre que são fundamentais para o natural fortalecimento do cabelo.

Sem comentários:

Enviar um comentário