sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Afinal há uma explicação científica para o meu esquecimento...


Tanto na gravidez da princesa Leonor como do baby Pedro fiquei com a sensação de ter ficado mais esquecida e mais distraída. No entanto, sempre achei que as falhas de memória durante a gravidez e o pós-parto eram um mito que se deviam única e exclusivamente ao cansaço acumulado e à idade. 

Mas parece que estava enganada e que há uma justificação científica para o 'esquecimento de grávida': o cérebro encolhe 7% durante a gestação. Segundo um estudo publicado na revista 'New Scientist', feito com base em exames de ressonância magnética, cerca de 80% das mulheres grávidas queixam-se de maior dificuldade em recordar números de telefone e até de dizerem frases complexas.

Contudo, entre três a quatro semanas após o nascimento do bebé começa a haver uma reversão parcial do tamanho do cérebro, sobretudo das regiões que têm um papel na tomada de decisões, empatia e regulação de emoções, e quando o bebé já tem seis meses o cérebro volta ao tamanho original.

O estudo acrescenta que após o parto, as mães ficam mais corajosas e agressivas do que as outras mulheres e tornam-se mais capazes de suportar situações de stress. Uma possível explicação para esta mudança deve-se à necessidade das mães lidarem com o desafio emocional de cuidar do bebé e protege-lo. 

Sem comentários:

Enviar um comentário