quarta-feira, 10 de agosto de 2016

#WorkingMom: oito conselhos para facilitar a limpeza da sua casa e ganhar umas horas extra

Quanto tempo é que perdem a limpar e a organizar a casa? Sinceramente, nem sei a resposta a esta pergunta porque parece que é daquelas tarefas que nunca está totalmente terminada, sobretudo quando se tem crianças pequenas. 

Há sempre brinquedos fora do sítio, uma pilha de roupa para engomar, loiça na bancada da cozinha, peças de roupa que ganham vida e se perdem no chão e até camas que nunca se fazem porque passado umas horas são para se desfazer...

Aqui ficam oito dicas para tornar a casa mais amiga das mães e para simplificar as rotinas diárias. Espero que ajudem, pois podem traduzir-se em horas extra para brincarem com os vossos filhos, ou simplesmente para se mimarem um bocadinho, que também faz falta.

1. Faça uma 'To Do List' - Não há nada melhor do que organizar o seu dia com antecedência e com uma lista das tarefas. Se ainda é adepta do papel, o ideal é andar sempre com a lista na mala ou carteira de forma a poder consultá-la ao longo do dia, ir riscando e ir acrescentado coisas importantes. No entanto, se prefere as notificações em tempo real, o telemóvel é melhor aliado. Por isso, use e abuse das suas ferramentas. Além da agenda e alarmes, há ainda app's muito úteis, como o Evernote, o Any.Do ou o Todoist. Há ainda aplicações para controlar o processo de amamentação e a retirada de leite e controlar o peso, altura, sono e mudanças de fralda do baby (My Medela) e para consultar todas as promoções em todas as lojas (Sapo Promos).

2. Rentabilize a ajuda do marido - Sabe aqueles momentos em que o papá está simplesmente a ver TV enquanto dá um olhinho no baby que está a dormir? Aproveite essa altura para lhe pedir ajuda. Dobrar roupa, fazer pagamentos online ou telefonemas importantes, descascar legumes para o jantar ou fruta para a sobremesa são algumas ideias. 


3. Reinvente as refeições - Ter ideias para o almoço e jantar sete dias por semana, vezes quatro semanas por mês, é tudo menos uma tarefa fácil. Uma forma de não perder uma eternidade é reutilizar os ingredientes e aproveitar as sobras. Por exemplo, se fizer uma sopa, coza legumes a mais e faça uma salada russa para o jantar; se tiver peixe a mais desfie o que sobrar e faça uma massa com peixe ou uma omelete para o dia seguinte; se sobrar frango assado faça uma salada e acrescente massa, ovos e queijo; etc.

4. Distribua tarefas. Incutir algumas responsabilidades aos pequenos príncipes é uma boa estratégia para ter menos trabalho. Pode pedir-lhes, por exemplo, para arrumarem os brinquedos ou a roupa nas gavetas e pôr ou levantar a mesa.


5. Caixas e caixotes. Se a sua casa estiver organizada será certamente mais fácil de limpar e mais fácil de encontrar tudo aquilo que os seus filhos lhe pedirem. Quantas vezes não acontece não saber o que responder a uma pergunta do género: «onde está a minha mala de médica?» ou «viste a minha Barbie?». Separar os brinquedos, puzzles e jogos por categorias em caixas transparentes ou cestas com uma placa identificativa; pendurar na parede cestos de tecido para guardar as peças muito pequeninas; no caso das meninas, ter uma caixa grande com várias divisórias para as fitas, laços, óculos, bandoletes e elásticos; e use, por exemplo, malas vintage para guardar roupa que ainda não serve.

6. Não deixe o pó entrar. A maioria das impurezas entram no nosso lar através das janelas e portas. Logo o ideal é combate-las nesses locais, por exemplo, através da colocação de rolinhos ou de tirar autocolantes nas extremidades das janelas e portas.


7. Estender bem significa engomar menos. Engomar roupa é das tarefas que mais abomino, por isso, aprendi algumas estratégias para evitar fazê-lo quando pode ser evitado. Não torcer demasiado a roupa, sobretudo quando está bom tempo como agora, sacudir as peças quando as está a estender no arame, pôr as molas em locais 'escondidos', por exemplo nas costuras, e nunca deixar as peças amarrotadas no cesto ou na máquina durante muito tempo são ótimas ideias para não ter de engomar algumas toalhas, calças de ganga, camisolas de lã e malha e até t-shirts. 

8. Reciclar tudo o que não faz falta. Quantas vezes não sentimos que arrumamos de um lado e desarrumamos do outro? Possivelmente a resposta está na quantidade de coisas que vamos deixando acumulada no fundo do roupeiro, debaixo das camas, em cima da secretária e até na mesa onde comemos. A estratégia é simples: reciclar. Deite fora tudo aquilo que já não usa ou doe a uma instituição de solidariedade.

Sem comentários:

Enviar um comentário