sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Primeira semana de colégio e a primeira virose


O baby Pedro começou a escolinha com o pé direito e muitos elogios. Porque é um simpático, porque está sempre de sorriso pronto, porque tem imensa força, já gatinha para trás e não pára quieto, e sobretudo porque é um comilão (o que imagino que deve ser uma maravilha para as auxilares).

Mas como não há bela sem senão, a primeira semana não podiam ser só maravilhas e o nosso príncipe apanhou a primeira virose... e o primeiro sintoma foi simplesmente a perda de apetite, o que nele é mesmo de estranhar. Depois veio a febre e mesmo com 39 ºC não havia quem lhe tirasse o sorriso.

Lá fomos com ele para o pediatra e o diagnóstico foi uma amigdalite viral. Receita: paracetamol e brufen intercalados de 4h em 4h. O desespero inicial é que nem sequer com esta medicação a febre baixava dos 37ºC. No entanto, depois de uma noite em claro, para ele, para mim e até para a princesa que se apercebeu das movimentações noturnas e quis colinho da mamã, lá conseguimos vencer a febre e aguentar as 4h sem ultrapassar a barreira dos 37ºC. 

Hoje já está um bocadinho mais animado e já aguenta umas 6h sem medicação para a febre. O apetite é que ainda não regressou a 100%, mas mesmo assim não nos podemos queixar. 

E no meio disto tudo, o que me valeu foi a avó. Como não podia ficar no colégio e os papás estavam cheios de trabalho, a casa da avó acabou por ser o seu refúgio e o seu colo durante os últimos dois dias. 

Hoje, felizmente a mamã está de folga e já pode encher o príncipe de mimos e aproveitar para dormir um bocadinho também, é que isto de estar com quase duas diretas em cima e ainda ter de mimar a princesa e o príncipe, trabalhar e organizar a casa é dose....

Mas o mais importante é que ele fique bom e rápido e que a princesa consiga 'fintar' a virose e termine a primeira semana no novo colégio sem nada de negativo a registar.

Sem comentários:

Enviar um comentário