segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Parece que eu sou o alvo a abater


Entre a pessoa que eu gostava de ser e aquela que sou na verdade há um longo a caminho a percorrer. No entanto, o que é certo é que eu sou o único entrave entre a Patrícia de hoje e aquela que eu gostava mesmo de ver refletida no espelho. 

Com as duas gravidezes e a vida sedentária ficaram os quilos em excesso. Dez para ser mais precisa. Dez quilos que atormentam todos os dias. Dez quilos que tento ignorar, mas que saltam à vista cada vez que entro numa loja para comprar roupa, cada vez que encontro peças mais antigas no roupeiro ou simplesmente quando acordo e me olho ao espelho...

Bem sei que podia fazer dieta, exercício, acupunctura, tomar comprimidos, beber daqueles 'drenantes' ou até fazer tratamentos intensivos, mas o que é certo é que se eu não tiver a força necessária, nada vai adiantar. 

Primeiro tenho de convencer a Patrícia. Fazê-la acreditar que é possível mudar e recuperar a silhueta pré-Leonor e pré-Pedro. Só depois posso realmente pensar na estratégia a levar a cabo. 

Na prática, isto é um pouco como deixar de fumar: tem de ser de um dia para o outro; sem desculpas ou adiamentos; e com muita força e determinação. ~

E se eu consegui deixar o vício do cigarro, porque não hei-de conseguir fazê-lo com a comida?!

Sem comentários:

Enviar um comentário