quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Planos... o que é isso?!


Ainda antes da princesa Leonor nascer percebi que os planos tinham os dias contados, eram mesmo coisa do passado. 

Estava eu mentalizada de que o parto iria ser normal, quiçá com epidural - que isto de sofrer só por desporto já não está na moda -, e nada. Planos furados e lá vem ela de cesariana só para trocar as voltas aos papás.

Mas como é óbvio esta foi apenas a primeira de muitas mudanças nas nossas vidas. A partir daí percebemos que isso de preparar um fim de semana fora, um jantar com amigos em casa ou até uma simples ida à praia passou a representar toda uma logística flexivel e em constante mutação. 

Quantas vezes não tivemos férias marcadas que acabámos por adiar porque a princesa ficava doente; jantares cancelados porque estávamos demasiado cansados depois de uma noite de direta na qual a baby Leonor estava com mais vontade de brincar do que propriamente dormir; e até idas à praia que não chegaram a acontecer porque a birra ou o João Pestana aterraram antes da praia...

Então há sete meses é que a coisa descambou totalmente e planos simplesmente não há. Tirando as rotinas de acordar, levá-los ao colégio [e até aqui pode não ser possível por estarem doentes], ir buscá-los ao final do dia, dar-lhes jantar e adormece-los, o resto é improvisado.

E nos fins de semana e feriados [como o desta semana], o ideal é mesmo deixar para decidir no momento. Entre máquinas de roupa, almoço que se coloca no forno e banhos que se dão e tomam, lá acabamos por decidir dar um pulo ao parque. Às vezes os avós ligam e combinamos jantar, os amigos mandam SMS e bebemos um café rápido... outras vezes simplesmente vamos à beira-mar porque o dia e os feitios estão de feição; vamos às compras e acabamos a jantar no shopping; ou ficamos por casa numa brincadeira e moleza pegadas...

Sim, isto de planear, de antecipar e de criar uma agenda fixa acabou no dia 3 de junho de 2013 e agravou-se a 26 de fevereiro deste ano, tanto que eu acabei por deitar fora a minha agenda de papel e ficar somente com os alertas do telemóvel... 

Sem comentários:

Enviar um comentário