sábado, 5 de novembro de 2016

Update da 'quarentena' e da saga [quase impossível] de obrigar o baby Pedro a descansar...


Segundo dia em casa e não podia estar a ser mais difícil 'obrigar' o príncipe a brincar sem grandes peripécias ou a dormir mais do que o habitual. A sorte foi que os avós nos fizeram uma visita e além de brincarem com ele, ainda me deram uma ajuda a organizar a casa que com isto tudo acabou por ser o elemento mais fraco. Sim, porque estar em casa não significa de todo que a arrumação saia vencedora, sobretudo com um baby a precisar de tanta atenção. 

Por sorte, o baby Pedro acabou por dormir umas duas horas depois de almoço, nada a que ele esteja habituado porque por norma dorme sonos de 20/30 minutos e acorda a gritar, impaciente. Hoje, sempre o ouvia a virar-se ou a tossir, lá ia eu agarrá-lo nos braços e dar-lhe miminhos para que continuasse a descansar que bem precisa. 

O problema desta sesta maravilhosa foi agora à noite. Tinha tudo menos vontade de dormir, pois está claro! Eu e o papá andámos umas duas horas com ele para trás e para a frente. Ora a tentar adormece-lo no quarto; ora a brincar mais um bocadinho; ora a tentar dar-lhe leite, que ele ainda rejeita porque as amígdalas ainda não devem estar como deve de ser; ora a espernear e a gritar sem vontade nenhuma de estar no nosso colo...

Já a mana, chegou super cansada a casa e só dizia que lhe doia a barriga e eu feita chata não parava de perguntar: «e a garganta também dói?»; «e deixa lá ver se tens febre...»; «e dormiste a sesta?»; «e comeste bem?»... felizmente até ao momento nada de febre e possivelmente as dores de barriga podem ter sido apenas por causa de algo que comeu. Continuar a fazer figas para que não tenha nada...

E agora é hora do descanso dos guerreiros, pelo menos dos mais pequenos, que a mamã ainda anda às voltas a arrumar e organizar roupa e a atualizar o blogue, claro!

Aproveito para agradecer a preocupação de todos e as mensagens amorosas que recebi; e ainda as experiências que partilharam comigo e que me mostraram que vai correr tudo bem...

Sem comentários:

Enviar um comentário