Este Natal não vou cozinhar...


Já decidiram onde vão celebrar a Consoada e o dia de Natal? 

Nós desde que os miúdos nasceram optamos por comemorar a data em nossa casa. Por um lado para evitar que os babies apanhem frio e andem de um lado para o outro; por outro para simplificar a gestão das prendas porque demasiadas vezes os embrulhos são enormes, o que obrigaria a levá-los em várias deslocações (excesso de consumismo na minha opinião... mas adiante).

O único problema de ser cá em casa acaba por ser a logística da coisa. Sim, porque apesar de contar com a ajuda do resto da família que, normalmente, leva os pratos principais, leia-se bacalhau e peru ou cabrito, e até umas entradas e sobremesas, a verdade é que no dia anterior acabo sempre por passar uma eternidade na cozinha a tratar dos doces, a fazer um paté ou a cortar queijos. E a isto juntam-se as compras de última hora: aqueles guardanapos super giros de Natal, aquela prenda para um primo afastado que me esqueci completamente, aqueles aperitivos que todos gostam e até as bebidas que entretanto percebo que não há em quantidade suficiente. 

Este ano recuso-me a entrar na cozinha para fazer bolos. Não que não goste, que saiam mal ou que me esteja a armar em 'dondoca', mas cozinhar acaba por me roubar o pouco tempo que tenho para estar com os meus príncipes e ainda aqueles minutos essenciais para os últimos preparativos. 

E quase como resposta às minhas preces, o Continente acabou de lançar uma nova gama de pastelaria de Natal com oferta para todos os gostos e tradições. Desde os sabores mais habituais do Bolo Rei, Bolo Rainha, Fatias Douradas e Sonhos até aos mais arrojados, como é caso da Coroa de Alfarroba e Maçã, o Caracol de Frutos Vermelhos e o Bolo Rei de Castanha (estou curiosa para experimentar este último).

E a melhor parte: os preços vão de €1,50 até aos €9,99.

Cá por casa, além do tradicional Bolo Rei e das obrigatórias fatias douradas e sonhos, vamos incluir pela primeira vez o Bolo Rei de Castanha, o Tronco de Natal, mas de doce de ovos, as azevias de batata doce e 'tradicional' Sericaia que não podia faltar em casa de alentejanos. 

Share:

0 comentários