sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Natal: aquele momento em que volto a ser criança


Não tenho muitas fotografias do meu Natal em criança, mas tenho uma coisa bem melhor: memórias!

Memórias de ir dormir na noite de 24 em pulgas e super ansiosa que o Pai Natal não se esquecesse da minha morada para deixar aquela Barbie que eu tanto queria; 

Memórias de ir dar presentes às minhas vizinhas nos dias antes e de receber imensos chocolates que depois partilhava com o meu irmão. Sim, porque naquela altura o guloso lá de casa era ele. Hoje, somos os dois [ahahaha];

Memórias de acordar dia 25 e ter a casa dos Barriguitas em cima de uma cadeira branca, mesmo ao lado da minha cama... uau, nesse ano, o Pai Natal esmerou-se!;

Memórias de ir apanhar musgo para fazer o presépio e de ajudar a minha mãe a pôr a mesa e a preparar a ceia de Natal;

Memórias de 'lutar' com o meu irmão para raspar o tacho do arroz doce, se bem que ele ganhava sempre, nem que fosse pelo facto de ser mais velho 10 anos ou por ter uma força e altura que eu nunca irei ter;

Memórias de sorrir. Sorrir muito. Tanto como espero que os meus filhos façam sempre, seja no Natal ou não. 

E são essas as memórias que realmente contam... aquelas que ficam em nós e que não se perdem com o tempo.

Feliz Natal com muito amor e algumas prendinhas!

Sem comentários:

Enviar um comentário