Confirma-se: estou mais "pitosga"


Comecei a usar óculos na faculdade por causa do astigmatismo, mas felizmente antes de ter o baby Pedro fui a uma consulta e mudei para umas lentes anti-reflexo por causa do uso de computador e com uma graduação muito ligeira. Tão ligeira que quando entrei de baixa e posteriormente de licença de maternidade os deixei de usar porque me esqueci deles numa gaveta do trabalho. 

O problema foi quando regressei à rotina de estar muitas horas em frente ao computador e de ter poucas horas de sono por causa dos babies, mas quando os procurei na dita gaveta tinham desaparecido. Apenas a caixa resistiu, possivelmente porque era demasiado básica para quem ficou demasiado "fascinado" com a armação... 

Confesso que com tão pouco tempo livre tenho andado a adiar, mas recentemente comecei a ter dores de cabeça e a sensação de ter de me esforçar mais para focar os objetos. A piorar o cenário, estou a dias de acabar o horário reduzido da amamentação e isso significa mais horas no trabalho e consequentemente em frente do computador. 

E o meu maior receio confirmou-se: estou mais "pitosga". Felizmente continua a ser "só" astigmatismo, mas a graduação aumentou...


A parte boa no meio disto tudo foi o facto de ter comprado uns óculos super giros com a parte da frente em madeira e que, ao contrário dos que já tive, têm um pop de cor por trás super interessante! Ao longe parecem uns óculos de armação simples num tom entre o madeira escura e o preto, mas mais perto vê-se que têm uma zona azul e outra roxa que lhes dá outro encanto. Sempre é uma motivação extra para usá-los!


Share:

0 comentários