segunda-feira, 13 de março de 2017

Quando eles não querem que os pais saiam de casa


Com todo o cenário de mudanças e arrumações em curso há mais tempo do que o desejável, este domingo, a mamã e o papá decidiram que deviam sair só um bocadinho do ciclo "arruma-organiza-brinca-cozinha" e dar um pulo à Moda Lisboa para espairecer. 

Recrutámos os avós para fazerem babysitting, explicámos que não íamos demorar muito e que os avós lá estavam para brincar com eles. 

A princesa não achou nenhuma piada à ideia até porque estava a ver um filme gravado na box e, segundo ela, «os avós não sabem passar o intervalo para a frente», ou seja, uma seca... {nota-se mesmo que nasceu na geração da TV por cabo e das box's, pois eu lembro-me tão bem de ser miúda e ter de aguentar os intermináveis intervalos cheios de publicidade e não havia nada a fazer, a não ser aproveitar esses momentos para brincar um bocadinho enquanto fazia tempo que o filme ou série recomeçasse.} 

Mas foi no momento em que chegámos à parte de "os papás vão sair" que ela mostrou que não gostava mesmo nada da ideia e como forma de protesto colocou-se a "travar" a porta. O baby Pedro resolveu imitá-la, numa espécie de protesto solidário, visto que ele na verdade não estava a perceber o que estava a acontecer. 

Óbvio que ficamos de coração nas mãos, mas estávamos mesmo a precisar de uma "fuga" a dois. E a parte boa no meio disto tudo - além do espairecer - foi o regresso. Estavam os dois em pulgas para nos saltar para o colo. E isso não preço. 

Sem comentários:

Enviar um comentário