Sabem aquela ansiedade de ir de férias? Este ano, eu não sei...




O último ano foi tudo menos "normal". 

Lá em casa passámos a ser 4 em vez de 3; os príncipes foram para um colégio novo; mudámos de casa porque a família aumentou; fui despedida quando ainda estava em mudanças; vi os planos de férias gorados; e acabei por começar a trabalhar num sítio novo e numa área nova.

No meio de tantas mudanças e de uma vida quase nova, fica um misto de sensações. Se por um lado só posso agradecer o facto de ter conseguido arranjar um novo emprego tão rápido e de não ter ficado a desesperar em casa entre entrevistas e CV's; por outro há uma sensação de vazio, é que este ano não há férias, pelo menos para mim.

E neste momento, quando começam a chegar os dias de calor e quando chega o mês de Junho e toda a gente já só fala em férias e viagens, dá um nó na garganta pensar que não vou poder ir com os miúdos para a praia, dormir sestas depois de uns mergulhos na piscina, fazer uns churrascos e uns piqueniques e até de não fazer nada... apesar de ter noção de que com duas crianças não há muitos momentos de "dolce fare niente" ahahha 

E a juntar à falta de férias, o novo colégio fecha durante o mês de agosto, ou seja, lá vamos nós ter de apelar à boa vontade dos avós para ficarem com eles durante um mês inteiro, o que não é fácil, sobretudo porque eles ainda precisam de imensa atenção, sobretudo o baby Pedro, porque que ela felizmente já começa a achar piada ao brincar sozinha e normalmente passa horas a pintar, a desenhar, a jogar à bola com o mano ou a ver desenhos animados na TV. 

O que mais me angustia é mesmo não estar com eles, mesmo que não houvesse grandes viagens, o facto de não estar com eles é o que me deixa de coração apertado. Por isso, quando há semanas com dois feriados - como a próxima - fico em pulgas, ansiosa por poder levá-los à praia ou ao parque e já faço planos mentais de piqueniques no jardim e de passeios a 4. Este ano vai ser assim... aproveitar ao máximo os fins de semana livres; tornar os feriados em dias com 48h para dar para fazer tudo e mais alguma coisa com eles; e desejar que em outubro ou novembro tenha pelo menos uma semana para poder estar com os meus três amores. 

Share:

0 comentários