Saudades de ter tempo para escrever



Como sabem as últimas semanas/meses têm sido tudo menos normais. Entre mudança de casa, despedimento, novo emprego, zero férias e muito trabalho, tem sobrado pouco tempo para fazer uma das coisas que mais prazer me dá, que é escrever aqui.

Já perdi a conta aos posts que comecei e que acabaram no rascunho; das ideias que apontei no iPhone (onde aliás estou a escrever este texto) e que não passam disso mesmo: planos para um dia com mais tempo; e até das fotos que tirei e que não consegui partilhar no momento porque há duas baterias que falham: a minha e até a do iPhone. Sim, já ouvi falar de power bank mas até essas me tenho esquecido de colocar na mala ou levo-as e depois descubro que estão a zeros. 

Cansada, muito. Mas também feliz. Descobri uma nova profissão que me preenche e com a qual me identifico. Tenho os fins de semana quase todos para estar com a minha família. E deixei de andar de carro, ou seja, já não há trânsito nem hora de ponta e há algo novo: posso ler quase meia hora todas as manhãs. E que saudades que eu já tinha de levar um livro na mala. 

Agora resta-me começar a adaptar-me a estes novos horários e rotinas e começar a definir momentos para o blog e momentos para o ginásio... sim porque essa é outra parte que tem sido negligenciada nesta nova fase da minha vida.

Share:

0 comentários