O pesadelo das rotinas matinais


As manhãs de quem tem filhos oscilam entre a felicidade máxima de acordar os príncipes ou ser acordado por eles com um sorriso, um abraço, um beijinho... - aiii tanto mimo, tanta alegria junta!!! - e o extremo oposto do stress, da pressa, do «não quero comer», do «não quero vestir esse vestido» e até do «hoje não quero ir para o colégio»...

Eu confesso que tenho alguma "sorte" porque normalmente é o papá que tem o "turno da manhã" [ahahah]. O que é que isto quer dizer na prática? Quer dizer que a mamã trata dos biberões da noite e de os pôr a dormir; enquanto que o papá acorda mais cedo para os vestir e levá-los para o colégio. 

Dinâmicas à parte, quantas vezes acordo a ouvir a princesa dizer "papá não quero duas tranças, hoje pode ser uma trança e um totó" e o pai paciente inventa um penteado novo. Com o baby Pedro é mais fácil, não há penteados e ele ainda não reclama da roupa, se bem que já começa a escolher os sapatos quando aparece à porta com os crocs na mão ou quando tenta tirar as sandálias sozinho ahahah

O que é certo é que até nos dias em que acordamos todos cedo parece que há sempre alguma coisa que nos atrasa e acabamos por sair quase sempre à mesma hora de casa, aquela hora em que já estamos quase atrasados! 

Share:

0 comentários