Ter os avós por perto é uma benção


Ter os meus pais por perto e, mais recentemente os meus sogros e cunhados, faz toda a diferença na nossa vida e tentamos valorizar isso, sem contudo viver dependentes do seu apoio e ajuda. 

Bem sei a sorte que é poder pedir aos avós que vão buscar os miúdos quando ligam do colégio a meio da manhã a avisar que estão com febre, poder contar com eles quando saio tarde do trabalho e acabo por "perder" a hora da sua saída ou poder contar com o jantar já feito um ou outro dia em que não dá tempo para ir ao supermercado ou em que acabei por sair mais tarde de manhã e não consegui deixar nada preparado. 

Não há dinheiro no mundo que pague a sua ajuda e é sempre nos momentos dos imprevistos que aprendemos a dar-lhes valor. 

Quantas vezes tentei arranjar alternativas e desdobrar-me em duas Patrícias, mas acabei por não conseguir e tive de lhes ligar a pedir auxílio? 

Quantas vezes me ajudaram a sentir menos frustrada quando não consegui ir a uma festa da princesa por estar atolada no trabalho e eles estiveram na fila da frente para a aplaudir?

Quantas vezes não consegui ficar com o baby Pedro com febre em casa e acabou por ser a avó a dar-lhe colo e a "mudar-se" durante um dia para nossa casa para que ele não apanhasse frio?

Felizmente não são situações que ocorram todos os dias, mas acontecem mais vezes do que gostaríamos e nem sempre conseguimos fazer tudo. As nossas mãos e os nossos braços nem sempre são grandes o suficiente para abraçar todos os problemas e resolver todas as questões. 

E é nesses momentos que dou Graças a Deus por os ter por perto. Bem sei que há inúmeras mamãs e papás por esse mundo fora que não têm a mesma sorte. Ou porque vivem em países/cidades diferentes, ou porque os avós ainda trabalham e têm também pouca flexibilidade horária ou até porque infelizmente não estão para aí virados e acho que esta última hipótese deve ser a que dói mais aos papás... mas às vezes também há o contrário, quando os avós querem estar demasiado presentes e os pais não acham grande piada. Conta, peso e medida é o segredo para que tudo corra bem e viva os avós que nos salvam o dia!




Share:

2 comentários

  1. Os avós são mesmo uma grande ajuda! Quando era criança, ficava muitas vezes na casa deles e que jeito dava aos meus pais :).
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes que eu nunca tive essa sorte porque os meus avós paternos estavam no Alentejo e os maternos nunca tiveram grande vontade de ficar connosco :( se calhar por isso é que dou tanto valor ao facto dos meus pais estarem reformados e adorarem ir buscá-los mais cedo ao colégio ou ficarem com os príncipes quando eles estão doentes <3 não há dinheiro no mundo que pague esses momentos. Um beijinho grande e bom ano novo linda :)

      Eliminar